FREDERICO ROCHAFERREIRA
www.sitefilosofico.com
Membro da Oxford Philosophical Society






Johannn Fichte

"O objetivo último da vida é compreender, todavia se pode viver e viver totalmente segundo a própria razão, sem investigar, porque se pode viver sem conhecer a vida."








   O OBJETIVO 



   
ÚLTIMO DA VIDA


Por Frederico Rochaferreira



d

os objetivos que todos nós temos uns mais outros menos e tão diferentes no correr da existência, nada supera a busca pela compreensão da vida, mas por estar tão longe o seu alcance, muitos sequer o têm como objetivo. Há muito o que dizer da importância e do que significa para o homem a busca pelo conhecimento e mais intimamente pela compreensão. Muitos livros versam sobre o assunto, uns voltados a tirar da caverna milhares que ainda lá permanecem prisioneiros da sua própria natureza, outros, expondo as reflexões do próprio autor, todos no entanto procuram trazer as verdades ditadas pelas razões objetiva e subjetiva com o intuito de serem ferramentas à reflexão, um movimento importante na construção dos passos capaz de afastar o homem da contemplação dos reflexos.

Talvez tenha sido Johann Fichte quem melhor  sintetizou esta questão, quando escreveu: "O objetivo último da vida é compreender, todavia se pode viver e viver totalmente segundo a própria razão, sem investigar, porque se pode viver sem conhecer a vida." Assim como o Deus de Einstein não foi por ele descrito, mas por Spinoza também a síntese da importância do saber, não a posso descrever melhor que Fichte.












Isaac Newton 

"O homem pode imaginar as coisas 
que são falsas, mas só as coisas  
verdadeiras 
poderá entender
 
"