.
Para uma vida intelectual saudável






Per Arkersjö

 "Não é possível conciliar um projeto de sediar os Jogos Olímpicos com as prioridades que Estocolmo tem nas áreas de habitação, desenvolvimento e previdência social"








   exEMPLO




Por Frederico Rochaferreira



u

m dos aspectos que caracteriza o desenvolvimento de uma nação é a conduta ética de seus cidadãos, que quando governo, levam consigo a conduta reta e ilibada que os caracterizam, e as aplicam em prol daqueles que agora tem a missão de governar. O exemplo a seguir vem da Suécia, que entre realizar os jogos olímpicos de inverno injetando dinheiro público e enfrentar prioridades sociais, optaram pela segunda opção. Atitudes como esta, costumamos chamar de projeto de nação, atitudes diferente desta chamamos de projeto de governo, e a conhecemos bem. 

Sobre a recusa da Suécia em sediar os Jogos Olímpicos, Sten Nordin, presidente da Câmara de Estocolmo, disse: "Eu não posso recomendar ao Conselho da Cidade para dar prioridade à consecução de um evento olímpico. Precisamos priorizar outras necessidades, tais como a construção de mais moradias na cidade."Seguindo a mesma linha de pensamento, o Secretário de Meio Ambiente Per Ankersjö, escreveu no jornal Dagens Nyheter: “Os cidadãos que pagam impostos exigem de seus políticos mais do que previsões otimistas e boas intensões sobre o orçamento público. Não é possível conciliar um projeto de sediar os Jogos Olímpicos com as prioridades que Estocolmo tem nas áreas de habitação, desenvolvimento e previdência social". Que fique ao menos, o exemplo!













Sten Nordin

"Eu não posso recomendar ao Conselho da Cidade para dar prioridade à consecução de um evento olímpico. Precisamos priorizar outras necessidades."