.
Para uma vida intelectual saudável







O pensamento de Salazar Bondy é análogo a um sem números de latinos americanos, que se aventuraram e se aventuram continuamente pelos caminhos da filosofia, sem perceber de fato o que seja. 

A  filosofia não é só a primeira ciência é também a geradora das demais ciências, porém esta criatura gerada pela razão por vezes apequena tanto o criador, que este para tê-la à altura, a diminui. Assim a ciência dos primeiros princípios toma ares banais em muitos discursos, contaminando um sem número de pensadores que se desviam da verdadeira investigação filosófica em prol de princípios cotidianos, os quais não cabe à filosofia, mas a outras ciências práticas.










   do que se fala,





 nÃO É FILOSOFIA


Por Frederico Rochaferreira



a

ugusto Salazar Bondy é considerado em expoente nos meios filosóficos da América do Sul, coube-lhe a primazia de questionar se existe uma filosofia latino- americana em sua obra: “Existe una Filosofia de Nuestra America? O questionamento de Bondy está centrado no fato da filosofia latino-americana não ser criativa, mas um imitativo de filosofia. Nesta obra o escritor considera ainda como sendo uma “autêntica filosofia”, aquela que emane da manifestação racional de um povo, de seu modo de agir e que se volte ao conjunto da realidade que o cerca. 

Como dissemos em outra ocasião, no Brasil as amarras jesuíticas não permitiram o surgimento de pensadores, da mesma forma que a escolástica tardia algemou a América Espanhola, reflexo que vemos em seu pensamento, quando define o que entende por “autêntica filosofia”.  Digo que, em considerando como uma “autêntica filosofia”, as ideias e comportamentos que emergem de um povo, nação ou continente com fins à sua própria realidade, certamente do que se fala não é filosofia.












 Stanford  Enciclopédia

"Tem havido um interesse significativo com as preocupações sociais entre os filósofos sul americanos, devido às circunstâncias da América Latina e isso levou o trabalho filosófico latino americano, a estar mais preocupado com as questões sociais"