"Devemos entender que além do judaísmo rabínico e do judaísmo messiânico, outra corrente judaica sobreviveu à queda do reino judeu e à sombra de ambos"


_______________
Frederico Rochaferreira




São os israelenses judeus?

A resposta pode ser explosiva


O que me levou a escrever esse livro foi a reflexão sobre o pensamento revisionista de alguns historiadores e personalidades a respeito do Holocausto e a proximidade de grupos judaicos ortodoxos com aquele que deu voz aos revisionoistas, o ex presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad. A hipótese que vamos apresentar visa responder uma questão que vem tirando o sono de muitos estudiosos ao longo dos últimos anos, que diz respeito à origem dos israelenses enquanto sionistas ou judeus Ashkenazi.

Alguns estudiosos, inclusive judeus, afirmam ser os israelenses estranhos à raça judia, que seus ancestrais jamais tiveram raízes ou tocaram o solo de Jerusalém em qualquer época da história, que não vieram do Jordão, mas do Volga, não de canaã, mas do Caucaso, berço da raça ariana. Por outro lado, tais rasgos de sentimentos parece nunca ter habitado a mente do pai do Sionismo e idealizador do Estado Judeu, Theodor Herzl, que tinha como primeiras opções para a fundação do novo Estado de Israel, não a Palestina, mas as terras da Argentina e de Madagascar.